domingo, julho 02, 2006

AS DESCULPAS DA BOLA DE CRISTAL

Minha bola de cristal continuou esfumaçada e confundindo meus olhos. Acertei quase todas as quartas-de-final e, de acordo com a revisão das previsões iniciais, acabei só errando um dos semifinalistas. É que eu tinha cravado Brasil em vez da França...

Aliás, foram os franceses que causaram um curto na bola. Eles não tinham nada que terminar em segundo lugar em um grupo em que tinham como companhia Suíça, Coréia do Sul e Togo. Se tivessem feito o dever de casa, teriam terminado na liderança e enfrentado a segunda colocada do grupo H, a galinha-morta Ucrânia. O time de Zidane passaria fácil e enfrentaria a Itália nas quartas. Elas que se matassem pra ver quem perderia para a Alemanha.

Enquanto isso, o Brasil teria se defrontado com a Espanha em Frankfurt, pois a "Fúria" não amarelaria diante da Suíça nas oitavas. Mas, vendo uma legião de camisas amarelas pela frente, os espanhóis evidentemente travariam, como o fizeram no encontro com a França, e a Seleção de Parreira, mesmo apática e desinteressada, teria carimbado o passaporte para disputar com Felipão uma vaga na final.

Viu só? Foi a França que bagunçou minha bola de cristal! Deve ter o dedo do Nostradamus nessa história toda...

Um comentário:

  1. Carlos Portilho11:19 AM

    Trocaram a vitoria pela copa de 2014 no Brasil e pronto.

    ResponderExcluir